Como Prevenir Estrias na Gravidez

As estrias são uma das principais preocupações estéticas de grávidas em todo o mundo. O nome científico – striae distensae – reflete o mecanismo que está na origem das cicatrizes na pele. O estiramento repentino da pele, resultando da gravidez, resulta no rompimento de fibras. Além disso, flutuações hormonais e fatores genéticos contribuem para o seu aparecimento (1). A pele apresenta linhas, geralmente paralelas, de cor roxa, branca ou rosa. São mais frequentes na barriga, no peito, nas ancas, nas coxas e nas nádegas.

Marcas de gravidez.

Marcas de gravidez.

Neste artigo, vamos explorar as formas mais eficazes para prevenir as estrias na gravidez, comprovadas pela literatura científica.

  • 1. Controlo do Peso

  • Apesar de o ganho de peso ser um fator essencial e expectável numa gravidez saudável, um ganho de peso demasiado rápido e/ou excessivo pode aumentar as chances de desenvolver as estrias, visto que as fibras são estiradas de forma mais drástica (2).
    Por isso, é recomendado um ganho de peso gradual e controlado, sempre acompanhado por uma alimentação completa, equilibrada e diversificada e exercício físico leve a moderado, indicado para a sua gestação.

  • 2. Hidratação

  • A hidratação é extremamente importante para a saúde e resistência da pele. Acredita-se que a pele seca tende a desenvolver mais estrias do que a pele bem hidratada. As recomendações atuais apontam para 8 copos de água por dia para mulheres saudáveis, sendo que as mulheres grávidas devem procurar ingerir 12 copos de água por dia, pouco menos de 3 litros (3).
    A quantidade de água recomendada pode ser ingerida não só em copos de água, como também em sopas, caldo e bebidas saudáveis não gaseificadas (leites vegetais sem açúcar, sumos naturais sem açúcar), além de evitar alimentos e bebidas dietéticos, como o café.

  • 3. Alimentação Diversificada

  • Certos nutrientes, vitaminas e minerais são especialmente importantes na prevenção das estrias, porque contribuem para a saúde e elasticidade da pele (4). Aposte nos seguintes:
    Ómegas 3 e 6: presente no peixe selvagem, nos frutos secos, nas sementes de chia e linhaça e produtos à base de soja, entre outros;
    Zinco: presente nos frutos secos, espinafre, cereais fortificados e chocolate negro, entre outros;
    Antioxidantes: presente nos frutos vermelhos, batata doce, brócolos e chocolate negro, entre outros;
    Vitaminas variadas: procure ingerir frutas e vegetais variados, frutos secos, cereais fortificados, peixe selvagem, etc.

  • 4. Massagens Diárias

  • As massagens diárias constituem um dos métodos mais promissores na prevenção de estrias, de acordo com recentes estudos científicos. Os investigadores acreditam que a própria massagem pode ser mais importante e eficaz do que os cremes ou óleos utilizados (5).
    As massagens são recomendadas a partir da 20ª semana de gestação, com movimentos circulares no abdómen, peito e ancas. Para promover a hidratação da pele, pode utilizar óleos naturais (azeite, óleo de coco, óleo de amêndoas doces, etc.) ou cremes específicos para a prevenção e tratamento de estrias.

  • 5. Cremes com extrato de Centella Asiática

  • A centella asiática é uma planta cujos compostos promovem a produção de colagénio e fibras elásticas (6). Vários estudos têm comprovado a sua eficácia na prevenção e redução da severidade das estrias.
    Poderá ser útil procurar um creme que contenha este extrato, visto ser o único componente que reúne consenso científico quanto à eficácia na prevenção das estrias.

(1) Farahnik, B et al. “Striae gravidarum: Risk factors, prevention, and management” International journal of women’s dermatology vol. 3,2 77-85. 6 Dec. 2016, doi:10.1016/j.ijwd.2016.11.001
(2) Picard D., Sellier S., Houivet E., Marpeau L., Fournet P., Thobois B. Incidence and risk factors for striae gravidarum. J Am Acad Dermatol. 2015;73:699–700.
(3) Hydration: Why it’s so important. American Academy of Family Physicians. https://familydoctor.org/athletes-the-importance-of-good-hydration/. Accessed July 13, 2017.
(4) OMS. Grande esperança: Tornar a gravidez mais segura: Relatório da Organização Mundial de Saúde, 2005.
(5) Timur Taşhan S., Kafkasli A. The effect of bitter almond oil and massaging on striae gravidarum in primiparous women. J Clin Nurs. 2012;21:1570–1576.
(6) García Hernández J.Á., Madera González D., Padilla Castillo M., Figueras F.T. Use of a specific anti-stretch mark cream for preventing or reducing the severity of striae gravidarum.

Carla Sofia

Licenciada em Medicina do Desporto.

Este Artigo Informativo Não Substitui o Aconselhamento Médico. Consulte Sempre Ajuda Profissional de Saúde Nas Suas Decisões