Alimentos a Evitar Durante a Gravidez

    0
    Cuidados a ter durante a gravidez.
    Cuidados a ter durante a gravidez.

    A gravidez é, sem dúvida, uma etapa muito especial na vida de cada futura mãe. É algo que muda muito a vida da mulher, tanto a nível físico como emocional. Fisicamente, a mulher é desafiada a adaptar-se a um mundo cheio de novas descobertas.

    Neste artigo, vamos partilhar algumas dicas para ultrapassar os desafios através da alimentação – um dos fatores mais importantes na gravidez. Muito se sabe sobre os alimentos importantes que se deve ingerir para o bem da mulher e do bebé. Por isso, neste artigo, vamos falar sobre o que a mãe não deve ingerir.

    1. Frutas e Legumes Não Lavados

    É sempre importante lavar bem as frutas e verduras antes do consumo. Mas esta simples ação torna-se ainda mais importante durante a gravidez, de forma a evitar possíveis contaminações da toxoplasmose, bem como outros produtos químicos e resíduos potencialmente perigosos (1).

    Alguns legumes (por exemplo, alfaces e repolhos) devem ser consumidos com um cuidado extra, porque são mais difíceis de lavar. Isso não significa que o seu consume é proibido durante a gravidez, mas é importante duplicar – e até triplicar – a lavagem dos vegetais mais folhosos.

    2. Rebentos Crus

    É importante evitar todos os tipos de rebentos, crus ou cozinhados. Os rebentos requerem condições húmidas e quentes para crescer, condições que promovem o crescimento de bactérias. Por isso, são alimentos altamente propensos a contaminações por bactérias Listeria, Salmonela E. coli (2).

    3. Alguns Chás de Ervas

    No início da gravidez, os chás de ervas costumam causar muita aversão. Apesar de quase todos os chás serem geralmente considerados seguros, quando ingeridos com moderação, alguns chás devem ser totalmente evitados.

    Por exemplo, tanto o chá verde quanto o chá preto podem interferir na absorção de ácido fólico/folato. Então, é melhor tomar as vitaminas pré-natais em períodos desfasados dos chás, para evitar esta potencial interação (3).

    Por outro lado, existem várias ervas que devem ser totalmente eliminadas da alimentação da grávida, entre eles: kava, cohosh preto, dong quai, salsa, artemísia, rabanete picante, ginseng, entre outros (4).

    4. Adoçantes Artificiais

    Para quem gosta muito de refrigerantes, esta pode ser uma decisão mais difícil, mas absolutamente necessária. Não só pela saúde da grávida, mas também pela saúde do bebé.

    O aspartame é decomposto no corpo humano em metanol e depois convertido em formaldeído, um conhecido agente cancerígeno. Vários estudos em animais demonstraram que o metanol – um dos produtos da digestão do aspartame – danifica o sistema neurológico de um feto em desenvolvimento.
    Por outro lado, o formaldeído é uma molécula “pegajosa” capaz de se prender a quase todas as moléculas do corpo, estimulando o sistema imunológico a autodestruir o seu próprio tecido (5).

    REFERÊNCIAS

    (1) “Food Safety During Pregnancy.” Department of Primary Industries – Food Authority. //www.foodauthority.nsw.gov.au/_Documents/foodsafetyandyou/pregnancy_brochure.pdf
    (2) Foodsafety.gov. “Food Safety for Pregnant Women.” FoodSafety.gov, U.S. Department of Health and Human Services, 23 Aug. 2009, www.foodsafety.gov/risk/pregnant/index.html.
    (3) Alemdaroglu, N. Ceren, et al. “Influence of Green and Black Tea on Folic Acid Pharmacokinetics in Healthy Volunteers: Potential Risk of Diminished Folic Acid Bioavailability.” Biopharmaceutics & Drug Disposition, vol. 29, no. 6, 2008, pp. 335–348., doi:10.1002/bdd.617.
    (4) “Herbs and Pregnancy: Risks, Caution & Recommendations.” American Pregnancy Association, 19 July 2017, americanpregnancy.org/pregnancy-health/herbs-and-pregnancy/.
    (5) “Dangers of Aspartame for Pregnant Women Are Far From Sweet | Care2 Healthy Living.” Healthy Living, www.care2.com/greenliving/dangers-of-aspartame-for-pregnant-women-are-far-from-sweet.html.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here