Como meditar (Parte 1)

Meditar não é algo que se faz só uma vez e se obtém resultados imediatos, é antes uma mudança gradual de estilo de vida que pode ter repercussões muito benéficas em várias áreas da sua vida.
Todas as mudanças na vida necessitam de um período de adaptação, que se opera fisicamente na criação de novas sinapses, que são as ligações entre os neurônios no cérebro. É de facto o reforço dessas mesmas ligações no cérebro que permitem que algo se torne num hábito, e por consequência, parte de nós e da nossa identificação pessoal.
A melhor maneira de intensificar e criar determinadas sinapses no seu cérebro é promover uma adaptação aliada á repetição. Com isto quero dizer que a melhor maneira de alterar qualquer aspecto de nós próprios (i.e. as nossas sinapses), é de programar o subconsciente, aliando a força de vontade da nossa mente consciente (vontade de mudança pensada) com uma vontade de mente inconsciente fornecida pelos sentimentos. Esta é a forma mais eficiente e forte de mudança pois envolve mudanças físicas (na alteração de sinapses), e de paradigma de pensamento, o que solidifica a mudança de um modo mais permanente no subconsciente. Este processo é útil para alterar algo na nossa vida, como seja, parar de fumar, melhorar a nutrição, desenvolvimento pessoal, atingir objetivos, etc…

Como Começar

A prática da meditação deve ser acompanhada de sentimento de paz, vazio ou até alegria se preferir. O objetivo é parar os pensamentos e promover a descoberta de si próprio através do silencio mental. A prática, como em tudo, é um fator essencial para perceber como meditar e atingir a paz meditativa.

Se ainda não medita, não sabe como, ou não sabe se meditar é para si, saiba que o ato de mudar é, na sua essência, positivo. Por isso a mudança para o começo da meditação, em antítese com não meditar é em si mesmo algo positivo pois só o que está vivo tem capacidade de mudar e escolher o que é melhor para si.

Evolua Por Si

Relaxe e permita-se a ter uma certa folga para as coisas que vai fazer, não se recrimine por não a ver resultados imediatos. Tal sentimento inicial é comum e normal nas primeiras fases da prática de meditação, onde a pessoa não percebe bem o que está a sentir, ou o que deve sentir. Se continuar praticando, a certa altura vai sentir os benefícios na sua vida do dia a dia e a sua ligação e necessidade de meditar. Esta descoordenação inicial deve-se á fraca solidificação das sinapses e da ideologia necessária á compreensão do que é meditar. Uma conjugação natural de corpo e espírito levará o seu tempo mas o tempo irá se encarregar de lhe mostrar o que lhe faz bem. Ou seja meditar vai facilitar a compreensão de si mesmo e do que está a sentir. O que acontece é que enquanto não meditar pode perceber as palavras que estou dizendo, mas só quando meditar por algum tempo é que irá perceber melhor o que digo aqui sobre meditação.

Como Meditar

A prática da meditação consiste num processo gradual que tem de ir descobrindo á medida que pratica.
Para começar experimente 5 ou 10 minutos por dia. Para praticar, deve isolar-se de quaisquer factores de distração como ruídos, televisões ou locais muito movimentados. Se está em casa desligue os telefones e outras fontes de distração. Abra as janelas se viver numa zona sossegada, para aumentar os níveis de oxigênio, e facilitar a meditação.

Sente-se sempre com as costas direitas para não adormecer e para forçar os músculos, ossos e articulações. Pode sentar-se no chão, na cama, cadeira, ou até no campo ou na praia. O importante é que se sinta confortável e se permita relaxar para a prática de meditação.

Especialmente no início da pratica de meditação, é importante que se abstraia de quaisquer distrações, mas verificará que os ruídos externos, mesmo que exitam, tendem a desaparecer com a prática de meditação.

Vamos Começar

Sente-se confortavelmente, com as costas direitas. É importante que respire normalmente, não muito fundo nem muito leve, e se prepare psicologicamente para entrar em estado meditativo.
Continue respirando, sentido a sua inspiração e expiração de forma natural. Quanto mais lento for o inspirar e o expirar, mais profundamente estará a meditar.

Posição de meditação
Posição de meditação

Continue respirando lentamente para aprofundar o seu estado meditativo e procure eliminar todos os pensamentos que lhe possam vir á cabeça. Se vierem, não lute com eles, simplesmente deixe-os passar enquanto medita e volta a sua concentraçã0 na sua lenta respiração e no funcionamento do seu corpo.
A respiração deve ser funda, lenta e normal. Quanto mais lenta for a respiração, maior é a ligação com o objeto de meditação.
Deve inspirar o ar primeiramente pela barriga, e só depois nos pulmões. Ao expirar, pode deixar a barriga esvaziar e só posteriormente os pulmões, sentindo ao mesmo tempo a energia fluir desde a base da coluna, até sair pela boca.

banner300x250_fm_mapa_foto_mai14

Não se esqueça de corrigir a sua postura, nomeadamente endireitar a coluna se necessário.
Repita todo este processo algumas vezes. Ao inicio e porque o seu corpo não está preparado pode sentir algum desconforto, mas consoante tiver mais prática irá sentir um alivio natural no corpo.

Não prolongue muito o tempo de prática de meditação nas primeiras vezes. Mantenha um sorriso (mental) associado com a prática, o que vai ajudar na evolução da sua consciência, para atingir estados de meditação mais profundos.

O Que Posso Fazer Com a Meditação?

Ao atingir um nível de meditação mais profundo e de maior concentração, obterá um maior nível de consciência, que o influenciará a si e a tudo á sua volta.

A prática de meditação proporcionará clareza de pensamento e espirito. A sua intuição, ideias inovadoras, positivas ou construtivas serão fortalecidas. Irá perceber e obter novas e reveladoras perspectivas, assim como irá tomar melhores decisões na sua vida.
A cada etapa da prática de meditação, aquilo que lhe possa parecer erros ou falhas, são na verdade lições disfarçadas.

Mantenha um registo escrito por si das suas “vitorias”, “derrotas”, ou “mudanças”. Escreva tudo o que lhe permite perceber melhor a sua evolução e desenvolvimento a longo prazo.

A longo prazo irá sentir os benefícios da meditação, nomeadamente no aumento de autocontrole, na maior e melhor percepção do seu meio ambiente, nas suas ligações pessoais,  ideologias, intenções, assim como uma capacidade respiratória aumentada, menos stress no dia a dia, e um bem estar geral que se prolonga no tempo e que contagia as pessoas à sua volta. Testemunhe por si os poderes da meditação e depois diga algo nos comentários.

Faça uso desta prática quando quiser, na pausa do café, a meio da leitura de um livro, na fila para a caixa do supermercado, ou enquanto espera pelo autocarro. Tudo pode servir para que possa acalmar o corpo e mente da vida agitada do dia a dia, ou por puro prazer.
Acima de tudo, permita-se sentir as diferenças na sua atitude geral e nas melhorias gerais na sua vida.

Como meditar (Parte 2)

Remédios Naturais
RemédiosNaturais.info é uma publicação online de autores profissionais de saúde, nutricionistas e técnicos especialistas de diversas áreas de saúde.

Este Artigo Informativo Não Substitui o Aconselhamento Médico. Consulte Sempre Ajuda Profissional de Saúde Nas Suas Decisões