Candidíase Vaginal – Tratamento Por Nutrição (2-4)

De um modo geral, uma dieta terapêutica eficaz para o tratamento de Candidíase deve ser rica em proteínas (Vegetais, sementes e frutos secos e peixe) e fraca em hidratos de carbono (pão, batatas, massas, trigo).

Pode abusar das chamadas gorduras saudáveis como o óleo de coco extra virgem, óleo de oliva extra virgem (azeite extra virgem), óleo de fígado de bacalhau ou óleo de peixe.

Deve sempre que possível preferir o consumo de vegetais na sua forma crua, pouco cozinhada ou cozinhada a vapor para manter as fibras e a qualidade de vitaminas e minerais dos alimentos.
Os sucos naturais são também uma ótima opção por serem altamente vitamínicos. Especialmente eficazes são os sucos de beterraba, cenoura, maçã, bananas, toranjas, outros frutos e vegetais, assim como os alimentos mencionados a seguir.

Remédios Naturais no tratamento de Candidíase Vaginal

Remédios Naturais no tratamento de Candidíase Vaginal

Nutrição Para tratar Candidíase vaginal

  • Aumentar o Consumo de Água

A água hidrata e promove a libertação das toxinas e fungos do organismo. Uma boa forma de aumentar o consumo de água pode ser através do consumo de chás de ervas. Os chás são mais facilmente absorvidas pelo corpo para além de conterem nutrientes essenciais. As plantas utilizadas para obter o chá são ricas em clorofila, que vários estudos apontam se benéfico para a saúde.
Outra ótima opção consiste em espremer um limão num copo de água com 1/4 de colher de chá de sal marinho. Os limões e o são têm minerais essenciais que a tornam numa excelente bebida eletrolítica.

  • Alho

O alho é um alimento com comprovadas propriedades antibacterianas e antifúngicas. Estudos científicos chegaram a conclusão que o alho um dos alimentos mais eficazes em tratamentos antifúngicos, nomeadamente na destruição de infecção por Cândida.

O que dá ao alho uma vantagem relativamente ao uso de medicação como antibióticos é que as bactérias e fungos não são susceptíveis de desenvolver resistências ao alho, ao contrário dos antibióticos. O alho contém diversas substâncias com propriedades antibacterianas e antifúngicas, incluindo a alicina, alina, allinase e a S-allylcysteine.

Para obter melhores resultados no tratamento com alho, sugere-se a ingestão de alho na sua forma crua, nomeadamente por ingestão de um dente de alho com água, sem mastigar antes de deitar. O alho deve ser esmurrado para libertar o nutrientes essenciais que só são libertados ao se esmagar o alho. Tomar o alho quando se vai para a cama evita que se sinta o inconveniente e característico cheiro a alho.

  • Óleo de Orégano

O óleo de “Oregano Vulgare” é a mais comum espécie de orégano com poderosas propriedades antifúngicas.

Curiosamente, o orégano é utilizado no Brasil como um remédio erval para diversas patologias como tosse, resfriados e gripe.

O óleo de orégano é normalmente vendido como óleo puro, sendo muito concentrado, precisando apenas de algumas gotas misturadas num copo de água para o tratamento. Deve ter cuidado pois a toma excessiva de óleo de orégano pode causar irritação nas membranas mucosas.

  • Super Alimentos Verdes

As algas verdes (espirulina e clorela) são muito nutritivas e com capacidades de desintoxicação. Como a infecção por Cândida prospera em ambientes tóxicos, o consumo destas algas podem ser eficazes no tratamento e cura da infecção candidíase vaginal.

Estes alimentos verdes têm também um efeito alcalinizante muito forte sobre o corpo, o que prejudica a Candidíase Vaginal que prospera em ambientes ácidos.

  • Probióticos

Probióticos são um remédio popular natural para infecções, nomeadamente a candidíase vaginal. Os probióticos são micro organismos vivos, naturalmente presentes no trato digestivo e na vagina, por vezes referidos como bactérias “amigáveis” que suprimem o crescimento de organismos potencialmente prejudiciais, tais como o fungo Cândida.

Os tipos de probióticos com resultados contra infecções fúngicas são o Lactobacillus acidophilus, o Lactobacillus rhamnosus GR-1, e Lactobacillus fermentum RC-14.

Vários estudos científicos chegaram a conclusão que baixos níveis de lacto-bacilosa vaginal têm sido associada com surtos de Candidíase Vaginal, dai a importância do uso destes suplementos probióticos como forma de tratamento natural.

  • Iogurte Simples

Pode utilizar iogurte natural, preferencialmente, iogurtes sem adição de açucares ou outros aditivos como corantes ou conservantes. O tratamento consiste em mergulhar um tampão no iogurte, e inseri-lo na vagina durante cerca de uma hora, lavando posteriormente com água fria. Efetuar o tratamento pelo menos duas vezes por dia, até que os sintomas de Candidíase desapareçam.
O iogurte facilita a limpeza da área infectada, combate o fungo cândida porque baixa o PH para valores menos ácidos e tem um efeito calmante por aliviar o ardor e a coceira.

  • Argila Comestível

Dr Weston Price, que estudou a dieta e saúde de sociedades primitivas descobriu que muitos povos primitivos comiam alimentos que tenha sido mergulhados em água com argila dissolvida. Hoje em dia sabe-se que a argila alimentar ajuda na prevenção e tratamento de certas patologias, nomeadamente no caso de distúrbio estomacal derivados de intoxicação alimentar.
Dois tipos de argila são hoje vendidos para consumo: a bentonita e a montemorilonita. A este tipo de tratamento costuma-se chamar de “barro vivo”, “cura de barro”, ou simplesmente “barro comestível”.
A argila comestível é altamente absorvente e absorve as toxinas, metais pesados, bactérias, vírus e fungos no organismo. Como o barro em si não é absorvido pelo organismo, tudo o que este absorve no interior do sistema digestivo é totalmente expelido pelas fezes.

Este não é um método especifico para candidíase vaginal, mas um modo complementar de tratamento para a desintoxicação geral do organismo que pode ser benéfico na ajuda ao tratamento a candidíase.

Leia a 3ª parte deste artigo com informações sobre os alimentos que deve evitar totalmente, como o açúcar, se que tratar ou evitar a candidíase.

3ª Parte do Artigo – Candidíase vaginal (Parte 3-4)

Joana Sousa
Tenho uma paixão enorme por temáticas relacionadas com Nutrição, Bem Estar e metodologias naturais. Sou autora de publicações online e Eng. Biomédica de formação. Certifique-se de consultar o seu médico nas suas decisões de saúde.

Este Artigo Informativo Não Substitui o Aconselhamento Médico. Consulte Sempre Ajuda Profissional de Saúde Nas Suas Decisões