Tratamento Natural da Candidíase

Olá, leitores do Remédios Naturais.
Esse artigo, escrito e revisado por estudantes de Medicina, comenta sobre as formas de remédios caseiros para o tratamento da Candidíase, uma infecção fúngica bastante comum, causada pela levedura do gênero Candida.

Esse artigo será abordado do ponto de vista científico e, por isso, traz informações úteis e de qualidade para você, de acordo com os estudos científicos da doença.

Cuidado com Remédios Naturais e Medicamentos Holísticos!

Muitos sites e páginas na internet estão interessadas apenas em vender um produto específico para você e não trazem informações de qualidade e imparciais. Muitas vezes, estas páginas defendem o uso de medicamentos naturais específicos pois terão lucro divulgando tais informações. Preste atenção se a página a qual você está lendo em outros sites oferece anúncios específicos para tratamento de Candidíase e, em caso positivo, qual o envolvimento do escritor na divulgação do conteúdo.

Este artigo tem base científica e, por isso, é imparcial e não irá lhe empurrar medicamentos naturais específicos ou tratamentos holísticos. Portanto, apenas material de qualidade por aqui. 🙂

Remédios Naturais no Tratamento da Candidíase

São várias as dicas já abordadas por pesquisas científicas relacionadas aos remédios naturais que podem ser usados no tratamento e profilaxia (prevenção) da Candidíase em várias áreas do corpo. Esse artigo se foca nas principais técnicas, incluindo o uso de iogurtes naturais, extrato de própolis e alimentos Probióticos.

Iogurtes Naturais

Se você já pesquisou por medicamentos naturais no tratamento dessa infecção fúngica, certamente já se deparou com dicas de aplicação tópica (no local da infecção) e ingestão de iogurtes naturais para auxiliar no tratamento da Candidíase.

O senso comum diz que iogurtes naturais contêm Lactobacilos. Como Lactobacilos são bactérias “boas” que fazem parte da flora vaginal, iogurtes naturais poderiam ajudar no tratamento da Candidíase vulvovaginal, um dos principais tipos de Candidíase.

Um dos principais estudos sobre o assunto comparou o tratamento da doença em pacientes com Candidíase vaginal sem uso de iogurtes naturais, contra pacientes que ingeriram diariamente em torno de 200 gramas de iogurtes naturais contendo Lactobacilus acidophilus. Esse estudo observou ao longo de 6 meses uma queda de 3 vezes no número de infecção e colonização pela Candida em pacientes que ingeriram esse tipo de alimento.

Portanto, o uso de Iogurtes Naturais, principalmente os contendo Lactobacilus acidophilus é muito importante e pode ajudar tanto no tratamento como na prevenção do aparecimento da Candidíase, especialmente a forma vaginal.

Probióticos em Geral

Segundo a OMS, probióticos são “organismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefício à saúde do hospedeiro”. Assim como o iogurte natural contendo Lactobacilos, existem alimentos probióticos das mais diferentes formas, como sucos de frutas, outros derivados lácteos e assim por diante.

Uma revisão de literatura publicada em 2006 revisou vários artigos publicados sobre Probióticos no tratamento natural da Candidíase e, de acordo com seus resultados, ainda não foram feitos estudos de qualidade para comprovar a efetividade dos probióticos nesse tipo de tratamento. Muitos estudos usam probióticos diferentes, doses diferentes e perfis de doentes variados.

O que se sabe com certeza é que Lactobacilos, no caso da vulvovaginite por Candida, costumam conviver normalmente com esse fungo na presença da Candidíase. Por outro lado, na Vaginite Bacteriana (um diagnóstico diferencial da Candidíase), há uma diminuição maior dos Lactobacilos.

Assim, ainda não se sabe se os probióticos são realmente eficazes no tratamento da Candidíase, mas podem ser bastante úteis no tratamento da Vaginite Bacteriana. De qualquer forma, eles dificilmente trazem efeitos colaterais, e devem ser considerados no tratamento principalmente de mulheres que experimentam efeitos adversos no uso de antifúngicos (como o Clotrimazol, Fluconazol, Miconazol e a Nistatina), ou que tenham contraindicação para uso destes medicamentos.

Extrato de Própolis

Um estudo bastante interessante de 2005 da Universidade Federal de Minas Gerais comparou o uso do Extrato de Etanol do Própolis (EPE) com o uso de um dos medicamentos mais comuns no tratamento da Candidíase, a Nistatina, um antifúngico normalmente usado em forma tópica (creme/pomada).

Esse estudo mostra que o uso do extrato de própolis parece ser tão eficaz quanto a Nistatina no tratamento da Candidíase, principalmente no tratamento de Candidíase em idosos que utilizam próteses ortodônticas, o que facilita a propagação do fungo.

Considerações Finais

A Candidíase é uma infecção fúngica que deve ser tratada e prevenida. SEMPRE (sempre mesmo!) procure um médico para auxiliar no seu tratamento. Por mais que medicamentos naturais possam ser usados no tratamento da Candidíase, é apenas um médico competente e confiável que pode avaliar a melhor forma de tratar essa infecção.

Além disso, saiba que medicamentos antifúngicos curam de 80-95% das infecções por Candida quando usados do modo adequado. Quando prescritos, use por todo o período necessário e sem interrupções. Dizer que o medicamento não funciona, mas tendo usado de forma errada só prejudica a sua situação e divulga informações erradas sobre o assunto.

Além disso, sempre cite para seu médico os remédios naturais que esteja usando, incluindo chás, extratos, cremes e afins. Vários componentes naturais podem causar interações adversas com medicamentos, causando efeitos adversos que podem ser prejudiciais à sua saúde.

Espero que tenham gostado do artigo e boa sorte no tratamento natural da sua Candidíase. Para saber mais sobre essa infecção fúngica, confira nosso site sobre Candidíase.

Referências

  1. Pappas, Peter G., John H. Rex, Jack D. Sobel, Scott G. Filler, William E. Dismukes, Thomas J. Walsh, and John E. Edwards. “Guidelines for treatment of candidiasis.” Clinical Infectious Diseases 38, no. 2 (2004): 161-189.
  2. Hilton, Eileen, Henry D. Isenberg, Phyllis Alperstein, Kenneth France, and Michael T. Borenstein. “Ingestion of yogurt containing Lactobacillus acidophilus as prophylaxis for candidal vaginitis.” Annals of Internal Medicine 116, no. 5 (1992): 353-357.
  3. Falagas, Matthew E., Gregoria I. Betsi, and Stavros Athanasiou. “Probiotics for prevention of recurrent vulvovaginal candidiasis: a review.” Journal of Antimicrobial Chemotherapy 58, no. 2 (2006): 266-272.
  4. Santos, V. R., F. J. G. S. Pimenta, M. C. F. Aguiar, M. A. V. Do Carmo, M. D. Naves, and R. A. Mesquita. “Oral candidiasis treatment with Brazilian ethanol propolis extract.” Phytotherapy Research 19, no. 7 (2005): 652-654.
Alan Niemies
Sou estudante de Medicina pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Tenho um gosto especial por Oncologia e sou um dos criadores do portal MedSimples. Espero que meus artigos possam ajudar várias pessoas. Lembre-se de sempre procurar um médico pessoalmente caso ache que algo não está indo bem!
Publique os seus artigos neste site também. Siga as instruções no fim do site.

Este Artigo Informativo Não Substitui o Aconselhamento Médico. Consulte Sempre Ajuda Profissional de Saúde Nas Suas Decisões